Últimas

Projeto aprovado por Bolsonaro faz pobreza extrema avançar em todo o país

Nordeste foi particularmente afetado pelo austericídio aprovado pela dupla

O golpe vem fazendo cada vez mais vítimas entre os mais pobres. A pobreza cresceu nos últimos anos em quase todos os estados brasileiros, em particular no Nordeste.

O estudo publicado no jornal Valor indica que a miséria – ou pobreza extrema – atingiu em 2017 (o último ano da pesquisa) o pior nível em sete anos.

Tivemos uma década – durante os governos do PT – em que o PIB (Produto Interno Bruto, ou a soma de tudo o que é produzido em um país) cresceu. Por consequência, o comércio e os empregos também aumentaram.

O problema é que a crise aprofundada pelo golpe atingiu em cheio a economia.

A política de austeridade adotada por Temer, e aprovada por Bolsonaro, piorou ainda mais as coisas, já que coloca o país em um ciclo vicioso: o povo tem menos dinheiro, gasta pouco, o que movimenta pouco a economia, gerando desemprego e recessão.

Dos oito estados com mais gente na miséria, oito ficam no Nordeste. Em sete deles, Haddad foi o mais votado no primeiro turno, perdendo apenas no Ceará, reduto de Ciro Gomes.

Isso mostra que a população desses lugares sabe quem é o candidato que vai fazer mais para reverter essa situação triste. Afinal, Haddad já deixou claro como pretende recolocar a economia no caminho certo, gerando emprego e fortalecendo o salário.

Bolsonaro vai pesar no seu bolso. Vote com a razão. É 13 no dia 28!

LEIA TAMBÉM