Últimas

“Jamais houve distribuição de material impróprio para menores em escolas públicas”, confirma Haddad

É importante combater notícias falsas, pois jogo sujo não pode ter espaço nas eleições que vão decidir o futuro do país

A afirmação foi feita por Fernando Haddad na manhã desta quinta-feira (11) em coletiva de imprensa na Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Bastante incomodado com as mentiras criadas pelo seu oponente, Jair Bolsonaro, Haddad explicou — MAIS UMA VEZ — que nunca houve kit gay nas escolas públicas.

Ele reiterou:

“Vocês sabem que meu adversário me acusa, por exemplo, nas redes sociais de distribuir material impróprio pra crianças de 6 anos. Em primeiro lugar, isso nunca aconteceu. E, em segundo lugar, é um desrespeito às professoras do Brasil”.

 

Haddad ainda reiterou o compromisso com as professoras do Brasil:

“Imagina se uma professora vai receber um material impróprio pra criança de 6 anos sobre sexualidade e ela vai usar esse material sem questionar”.

 

Disse ainda:

“Isso é completamente impossível de acontecer, porque, mesmo que alguém tenha em mente isso, nós temos uma rede de proteção que são as professoras, as diretoras”.

 

Nosso candidato falou ainda da importância de combater as fake news:

“Isso tem que ser combatido, nós temos que ganhar a eleição por meio do melhor projeto, do melhor argumento, de como tirar o país da crise, e não atacando a honra”.

LEIA TAMBÉM