Propostas

Haddad e Manu têm compromisso com a igualdade de gênero

Pela reafirmação do protagonismo feminino e pela igualdade salarial

O golpe de Temer e do PSDB também foi machista. Além de tirar uma mulher do poder, essa turma interrompeu um período de conquistas históricas.

Na época do Lula, as mulheres tinham um ministério só delas. Programas como o Bolsa Família e o Minha Casa Minha Vida privilegiavam a mulher como titular, exatamente para garantir sua autonomia.

A Lei Maria da Penha, sancionada por Lula, foi um marco no enfrentamento à violência contra a mulher.

 

 

E o Haddad, que naquela época era ministro da Educação, ampliou – e muito – as vagas em creches para que as mulheres pudessem trabalhar. A expansão das universidades também contribuiu para que elas tivessem empregos melhores e salários mais altos.

Esse compromisso com a igualdade de gênero já foi assumido por Haddad e por Manu para o próximo governo – e está lá no Plano de Governo assinado por eles e por Lula. Veja só:

 

👩‍🔬 Ampliação dos direitos e reafirmação do protagonismo das mulheres

 

🧕 Autonomia econômica e equiparação salarial

 

👩‍💼 Fortalecimento da inserção da mulher na política e nos espaços de decisão

 

 👩‍🚀 Garantia do pleno exercício dos direitos sexuais e reprodutivos

 

👷‍♀️ Efetivação dos direitos conquistados com a PEC das Trabalhadoras Domésticas

 

👩‍🔧 Fortalecimento da Lei Maria da Penha

 

👩‍🌾 Igualdade no acesso à terra, ao crédito e à assistência técnica para as mulheres do campo, das águas e das florestas

 

Além disso, Haddad e Manu vão recriar o Ministério das Mulheres e retomar todos aqueles programas e políticas públicas para o Brasil ser feliz – e igualitário – de novo!

LEIA TAMBÉM