Fake News

⚠ ANTIFAKE NEWS: Haddad NÃO proibiu bandeira brasileira

FIESP utilizou sua fachada para fazer propaganda política. Decisão foi tomada por comissão composta por membros da sociedade civil.

Em julho de 2016 a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) passou a expor a imagem da bandeira do Brasil na fachada do seu prédio na Avenida Paulista, região central de São Paulo.

Isso ocorreu em meio ao golpe contra a democracia, que a Fiesp declaradamente apoiava.

 

À época, integrantes da Comissão de Proteção à Paisagem Urbana (CCPU) vetaram a exposição da imagem por entenderem que se tratava de uso político do símbolo pela instituição, além de ferir a Lei Cidade Limpa.

 

Como mesmo pode constatar pelas imagens, a Fiesp resolveu utilizar sua fachada para fazer propaganda política.

 

Vale ressaltar que a comissão é composta por membros da prefeitura e da sociedade civil e que o então prefeito, Fernando Haddad, não era um dos integrantes, nem sancionou a Lei Cidade Limpa.

O CCPU, por oito votos a três, determinou que o painel digital do prédio permaneça desligado no intervalo das mostras artísticas, essas, sim, aprovadas pela comissão.

Apoiadores do golpe tentaram dizer que essa proibição teria acontecido porque o PT odeia os símbolos nacionais. É claro que não é verdade! Foi uma decisão democrática tomada com base na lei.

LEIA TAMBÉM