Últimas

Bolsonaro defensor da segurança pública: uma grande fake news de 27 anos

Com sete mandatos consecutivos na Câmara dos Deputados, o candidato do PSL nunca aprovou um projeto de lei ou fez algo para que os brasileiros se sintam mais seguros.

Bolsonaro adora gritar que é um político defensor da segurança pública. Mas, em 27 anos como deputado federal, ele não aprovou nenhum projeto para fazer os brasileiros se sentirem mais seguros. Muito pelo contrário. Seu histórico parlamentar é confuso, contraditório e seletivo.

Com sete mandatos consecutivos na Câmara dos Deputados, Bolsonaro aprovou apenas dois projetos que nada têm a ver com a segurança da população. Ferrenho defensor da liberação do porte de armas para o povo,  Bolsonaro, contraditoriamente, quer revogar a permissão para que agentes de fiscalização ambiental trabalhem armados, por meio do PL 5.720/2013.

Ao mesmo tempo, Bolsonaro manifestou apoio ao PL 6.268/2016que vai liberar a caça no Brasil.

Ou seja, para Bolsonaro, a população poderá se armar e praticar a caça, mas os agentes de fiscalização ambiental não poderão ter armas.

O candidato do PSL também defendeu o endurecimento da pena do crime de roubo de veículos automotores. Pelo PL 106/2007, de autoria de Bolsonaro, o crime seria considerado hediondo. Na justificativa do projeto, que nunca foi aprovado, o candidato diz que:

“Se o criminoso desconfiar que o motorista ou algum ocupante do veículo é policial ou possa estar armado, também será morto”.

Quer dizer que, para Bolsonaro, é preciso endurecer a pena do crime de roubo de veículos, mas também é necessário armar a população? O que acontece com a “desconfiança dos criminosos”? Ela certamente vai provocar ainda mais mortes de vítimas.

E Bolsonaro ainda quer convencer os brasileiros de que está preocupado com a segurança pública. Mais uma fake news da sua campanha.

LEIA TAMBÉM