Últimas

Bolsonaro endeusa um sádico estuprador e torturador cruel

Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra é autor e mandante de inúmeras torturas e estupros na ditadura

O Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, aquele que Bolsonaro repetidas vezes fez questão de idolatrar, foi autor ou mandante das práticas mais cruéis que o ser humano é capaz de executar.

Estuprador, tarado, sádico e facínora, Ustra é o único brasileiro considerado torturador pela Justiça brasileira e é o grande responsável por institucionalizar a tortura no Brasil. Pense nos dois projetos que estão em jogo no Brasil.

O coronel admirado por Bolsonaro ultrapassa qualquer limite de crueldade e suas ações vão muito além de suas funções no Exército. Suas práticas são sádicas e absurdamente cruéis.

Segundo o relatório da Comissão Nacional da Verdade (CNV), Ustra coordenou e usou, pessoalmente, animais para assustar e torturar pessoas. Há relatos de que ratos vivos eram introduzidos nas genitais de presas políticas.

 

Rose Nogueira, uma das vítimas de Ustra durante a ditadura militar, conta suas práticas nefastas:

“Esse torturador era um tarado, que quando me via fazia assim [faz um gesto unindo e esfregando as mãos e um o som de tsssssss]. Ele me tirava a roupa, me debruçava em cima de uma mesa e me batia muito. Abusava de todo jeito, um horror”.

 

Em outro trecho, Rose acrescenta:

“Se tem uma coisa que os torturadores tinham razão era em dizer que marca de tortura não passa”.

 

Se estiver preparado, clique aqui e assista ao relato completo. 

Essa é uma das milhares de vítimas da tortura, uma ferida que sequer cicatrizou no Brasil e Bolsonaro, com seu discurso de ódio e violência, pretende reabrir.

Ao defender Ustra, Bolsonaro defende as práticas mais nefastas da história do Brasil, um dos momentos mais tristes de nossa trajetória, e fomenta o discurso e a prática dos porões do Dops e DOI-Codi.

Ustra, o ídolo de Bolsonaro, é um dos homens mais cruéis que usou a farda do Exército, um homem que mancha o nome da instituição e que fere todos os princípios humanitários, um monstro que só pode ser defendido e reverenciado por alguém sem escrúpulos.

LEIA TAMBÉM