Últimas

6 motivos que fazem as mulheres estarem com Haddad e Manu

É hora de retomar o Brasil para a mulheres!

A cada dia cresce mais e mais o apoio das mulheres à chapa Fernando Haddad Manuela D’Ávila.

E não é para menos. Nossa vice tem um histórico em defesa das mulheres. Sendo assim, não poderia se aliar a outro candidato (#EleNão) que não fosse o nosso querido Fernando Haddad.

Além das políticas públicas que implantou, tanto no Ministério da Educação quanto à frente da Prefeitura de São Paulo, Haddad é o candidato do Lula.

E quem fez mais pelas mulheres do que Lula?

Não teve outro, né? Olha só:

 

1. Um ministério para chamar de seu

Em 2003, no primeiro dia do governo, Lula instituiu a Secretaria de Políticas para as Mulheres, com status de ministério.

O golpista Temer e seus amigos do PSDB acabaram com isso também. Mas Haddad e Manu já assumiram, no Plano de Governo, o compromisso de recriar o Ministério das Mulheres.

 

 

2. Cartão Bolsa Família nas mãos das mulheres

Das famílias beneficiadas pelo programa criado por Lula, 91% têm como responsável familiar a mulher.

Isso significa que mais de 12 milhões de mulheres têm nas mãos o cartão do Bolsa Família e, consequentemente, a autonomia a que têm direito.

 

 

3. Minha Casa Minha Vida. Minha mesmo!

85% das famílias beneficiadas pelo programa são chefiadas por mulheres. Uma alteração no Código Civil garante que o imóvel permaneça com a mulher em caso de separação.

 

 

4. Lugar de mulher é no mercado de trabalho, sim

Sabe aqueles 20 milhões de empregos criados durante os governos do PT? Pois é, as mulheres ocuparam 46% dessas novas vagas, segundo a ONU Mulher.

No período, também houve uma redução da diferença entre os rendimentos de homens e mulheres.

É claro que o objetivo é acabar com essa diferença. Haddad e Manu já falaram que vão trabalhar para isso!

 

 

5. Creche é importante para a criança e para a mãe

A creche é fundamental para que o casal com filhos pequenos possa trabalhar. Apesar de o cuidado com as crianças ser responsabilidade dos dois, a ainda desigual divisão das tarefas domésticas faz com que recaia sobre a mulher mais essa questão.

Haddad era o ministro da Educação do Lula quando aumentou o número de vagas em creche em todo o país.

Em 2001, apenas 10,6% das crianças entre 0 e 3 anos frequentavam creche. Em 2016, já eram 30,4%.

Os golpistas reduziram o orçamento para a educação infantil a 17% do que era na época do PT. Mas Haddad vai retomar os investimentos em creche. Isso tá lá no Plano de Governo dele – que tem também a assinatura do presidente Lula.

 

 

6. Pelo fim da violência contra a mulher

Lula sempre encarou o enfrentamento da violência contra a mulher como um problema de Estado. Como não citar a Lei Maria da Penha, sancionada em 2006? Ela é reconhecida como uma das mais eficazes do mundo.

Teve também o Disque 180, a Casa da Mulher Brasileira e outros tantos programas que serão retomados por Haddad e Manu.

Lula fez tudo isso e seu candidato, Fernando Haddad, junto com a Manu, que sempre lutou pela igualdade de gênero, vão retomar o Brasil para as mulheres!

LEIA TAMBÉM